Halloween Costume ideas 2015

O prefeito de Sítio do Quinto, Cleigivaldo Carvalho Santa Rosa e o atual prefeito de Fátima, José Idelfonso, estão foragidos.


20 cidades foram investigadas. A fraude foi descoberta, de acordo com a PF, em 2009, na cidade de Fátima, à 320km de Salvador. Depois de achado o “fio-da-meada”, os agentes estudaram as ligações entre os envolvidos.
Acusados de envolvimento no esquema foram sendo encaminhados para o escritório da PF em Feira de Santana.
Acusados de envolvimento no esquema foram sendo encaminhados para o escritório da PF em Feira de Santana.
Os prefeitos das cidades de Fátima, José Idelfonso Borges dos Santos, e de Sítio do Quinto, Cleigivaldo Carvalho Santa Rosa, ambos do PDT, são considerados foragidos pela Polícia Federal.
Além de prefeitos, secretários municipais e funcionários públicos também estavam envolvidos.
Além de prefeitos, secretários municipais e funcionários públicos também estavam envolvidos.
Além destas cidades, onde há provas claras de envolvimento dos gestores municipais, foram encontradas irregularidades em Heliópolis, Ipecaetá, Aramari, Banzaê, Ribeira do Pombal, Água Fria, Novo Triunfo, Itiruçu, Ourolândia, Santa Brígida, Paripiranga, Itanagra, Quijingue, Sátiro Dias, Coração de Maria, Cícero Dantas e Lamarão.
Dois prefeitos estão foragidos. A operação também foi realizada em Sergipe e Distrito Federal.
Dois prefeitos estão foragidos. A operação também foi realizada em Sergipe e Distrito Federal.
A mega-operação, que incluiu atuação em Brasília e em Sergipe, teve a participação de 500 agentes federais. Seis ex-prefeitos , quatro vereadores, cinco secretários municipais e nove servidores públicos tiveram prisão decretada.
São apontados desvios de mais de R$ 70 milhões.
São apontados desvios de mais de R$ 70 milhões.
Durante a revelação de detalhes da operação, os delegados responsáveis pela ação da PF revelaram que alguns dos desvios eram cometidos com as gratificações que deveriam ser dadas aos professores do ensino básico: em vez de um valor de pouco mais de R$ 1 mil, os acusados repassavam pouco mais 100 Reais.
A operação envolveu cerca de 500 agentes da Polícia, Receita Federal e CGU.
A operação envolveu cerca de 500 agentes da Polícia, Receita Federal e CGU.
O esquema tinha o envolvimento de empresários. Além dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), os fraudadores desviavam para as contas próprias dinheiro destinado pelos estados e também pelos municípios.
Os acusados desviavam gratificações pagas a professores. eme vez de bônus de mais de mil Reais, ele pagavam pouco mais de R$ 100.
Os acusados desviavam gratificações pagas a professores. eme vez de bônus de mais de mil Reais, ele pagavam pouco mais de R$ 100.
O esquema funcionava com empresas de fachada e “laranjas”, que eram contratados para realizar serviços de transporte escolar, entre outros. Os desvios chegam à vultuosa quantia de 70 milhões de Reais.
20 cidades estão envolvidas no esquema de corrupção, que durou por 10 anos.
20 cidades estão envolvidas no esquema de corrupção, que durou por 10 anos.
Fotos: divulgação / Acorda Cidade

Todos os envolvidos vão responder por crimes de responsabilidade, malversação de recursos públicos, lavagem de dinheiro, peculato, organização criminosa, uso de documento falso e crimes da lei de licitações.
Fonte: varelanoticias

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Imagens de tema por merrymoonmary. Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget