Halloween Costume ideas 2015

Homens mortos em desabamento de torre de rádio estavam no terceiro dia de desmontagem do equipamento



Dois homens morreram no início da manhã desta sexta-feira (26) no momento em que realizavam o serviço de desmontagem da antiga torre da Rádio Capital do Agreste e o equipamento desabou. As vítimas identificadas como Sidvaldo Chagas dos Santos de 42 anos e Valmiro da Silva de 32 anos, já estavam no terceiro dia de prestação de serviço a empresa de comunicação.

A torre existia há vários anos e foi utilizada para transmitir o sinal da emissora em Amplitude Modulado (AM). O equipamento estava instalado no terreno pertencente à fazenda do ex-deputado Zé Teles, situada às margens da Rodovia Francisco Teles de Mendonça, na região do Matadouro Público Municipal de Itabaiana, no Agreste de Sergipe.

A Polícia Técnica Científica esteve no local para realizar a perícia da cena, assim como a Polícia Civil, que através da Delegacia Regional de Itabaiana, investigará o caso para identificar a causa do desabamento. Representante da Defesa Civil Municipal também acompanhou a ocorrência com a finalidade de elaborar um relatório.

O sinistro aconteceu por volta das 7h30 e as vítimas já haviam escapado de outro acidente no dia anterior, segundo foi comentado por Valmiro a um irmão. Ele contou que uma parte da torre desabou quando era desmontado e só não caiu porque ficou presa ao cabo.



Valmiro da Silva morava na Rua do Arame no conjunto Francisco Teles de Mendonça, no bairro São Cristóvão, em Itabaiana, mas ele era natural de Canindé de São Francisco (SE). Ele era casado e pai de três filhos, frutos de dois relacionamentos, e segundo informações da família, estava desempregado, mas não tinha experiência nesse tipo de serviço, porém aceitou realizar o trabalho para poder pagar a pensão alimentícia dos filhos.

Já Sidvaldo Chagas dos Santos era natural de Aracaju (SE) e residia no bairro Miguel Teles de Mendonça (Bairro da Torre), também na cidade serrana. (Fotos: Reprodução/Mais Notícias)

Da redação: Gilson de Oliveira
Marcadores:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget