Weather (state,county)

Notícias de Última Hora

Câmara de Cícero Dantas-BA aprova nota de repúdio a humorista que gravou vídeo na cidade

                    

Por seis votos favoráveis, dois contrários e uma abstenção, a Câmara Municipal de Cícero Dantas (BA) aprovou uma nota de repúdio ao humorista Gabriel Bandarra, que esteve na cidade, nos últimos dias, interpretando o papel do ‘Repórter Tenóbio’.

Na oportunidade, o humorista fez diversas críticas irônicas às condições de infraestrutura do município, divulgando imagens de lama na entrada do Hospital Luiz Eduardo Magalhães, da presença de urubus em vias públicas e de ruas enlameadas.

Presidente da Câmara de Cícero Dantas (BA), Abelardo Júnior disse que foi procurado por vereadores que manifestaram o interesse de apresentar uma nota de repúdio à atuação do humorista na cidade, que foi considerada desrespeitosa e de má-fé aos munícipes, segundo esses parlamentares.

De acordo com a nota, o vídeo que divulgado nas redes sociais “não contém qualquer verdade nas alegações expostas e é baseado apenas em fatos passados, distorcidos e até mesmo em calamidade de outros municípios”. Ainda segundo o documento, a conduta de Gabriel Bandarra não foi profissional e em nenhum momento, ele “procurou os representantes legítimos da nossa cidade a fim de esclarecer o que realmente está ocorrendo em Cícero Dantas, para que fossem ao menos expostas as duas versões da situação.”




Para o vereador Carlinhos, líder da bancada de situação, a atuação do humorista foi mal intencionada. “Ele vem para cá, procurando as coisas ruins para mostrar. Se ele é um repórter de gabarito e de respeito, ele mostrava Cícero Dantas por inteiro, o que tem de bonito e o que tem de ruim, para criticar o prefeito, e nós iríamos aplaudir ele, porque ele mostrou Cícero Dantas. Ele saiu procurando pontos negativos”, declarou o parlamentar.

Já Eugênia de Evangelista, da bancada de oposição, a nota de repúdio se contrapõe a um direito expresso na Constituição Federal, que é a liberdade de expressão, “Tanto como vereadora, que faz parte da elaboração de projetos, como conhecedora do Direito, eu não posso votar em uma moção que vai diretamente contra a Constituição, que diz que é um direito fundamental a liberdade de imprensa, que é o que concretiza o nosso Estado Democrático de Direito”, opinou a vereadora.

Ao final da sessão, o presidente da casa legislativa abriu votação para a nota de repúdio e a ela votaram favoráveis os vereadores Carlinhos, Márcio Amaral, Hery da Betânia, Rogério, Zé Domingos e o próprio Abelardo Júnior. Por outro lado, Nenê de Nedito e Eugênia apresentaram voto contrário e Aderian se absteve, o que resultou na aprovação do documento. A sessão ordinária, que foi a primeira do oitavo período legislativo, contou com a participação do prefeito Ricardo Almeida, que inclusive criticou o vídeo, durante sua participação.

Fonte: Sertão em Pauta

Nenhum comentário