TESTE

Notícias de Última Hora

Após apresentar requerimento, Secretário de Educação Felipe Castro vai à Câmara e responde dúvidas de vereadores

                                    
                                 Secretário Felipe Castro na tribuna da Câmara - Sertão em Pauta

O secretário municipal de Educação de Cícero Dantas, Felipe Castro, esteve na noite desta terça-feira (16) no plenário da Câmara Municipal depois de ter apresentado um requerimento para responder a declarações feitas pelo vereador de oposição, Guilherme de Weldon (PDT) sobre gastos da sua pasta e a dúvidas em geral de outros parlamentares da casa legislativa.


Na oportunidade, o secretário falou na tribuna da Câmara sobre os processos administrativos desenvolvidos ao longo dos cincos anos no comando da pasta, a gestão orçamentária dos recursos financeiros, gastos em reformas de prédios sob responsabilidade da secretária e o planejamento de obras em unidades escolares na sede e em povoados.

No início do seu discurso, Felipe Castro enfatizou o quão fundamental é o contato direto com os vereadores a fim de evitar ruídos de comunicação e desentendimentos. “O espaço concedido pela Câmara é extremamente importante pela maturidade do processo democrático que nós precisamos desenvolver e na condição de professor e secretário deste município eu preciso, devo e irei prestar todo o esclarecimento quando for provocada a secretária ou minha pessoa.”


O secretário também destacou a solidez financeira da pasta, o que reflete no atual caixa robusto de mais de R$ 3 milhões e 200 mil, e nos pagamentos em dia dos salários dos servidores e de seus direitos pecuniários, além de investimentos orçados em cerca de R$ 2 milhões, dos quais R$ 782 mil serão destinados à reforma do Colégio Raimunda Neves e R$ 1 milhão e 200 mil para intervenções pontais em outras unidades escolares. “Essa robustez financeira possibilita uma credibilidade social e que a gente continue se desenvolvendo”, comentou Felipe.

O nome de alguns colégios que passarão por reforma em breve, foi inclusive, mencionado por Felipe Castro, após um pedido do vereador Guilherme de Weldon; valores também foram especificados pelo gestor (confira ao fim da matéria)

                                .
Vereador Guilherme (PDT) durante sessão – Sertão em Pauta

Apesar da boa saúde financeira da pasta, Felipe informou aos vereadores que ao longo da sua gestão, a Secretaria nunca chegou a ser contemplada com emendas parlamentares ou valores de precatórios – embora cerca de R$ 46 milhões estejam previstos para serem recebidos, e explicou que a correção do número de alunos da cidade em relação ao ano de 2017, permitiu ao aumento da receita da educação.

“Esses investimentos, por vezes, parecem ser difíceis de entender, mas conseguimos perceber que Cícero Dantas tinha um potencial muito grande para alunos. Hoje nós estamos com 8.020 estudantes. Esse crescimento é de 100% no numero de matrículas em nosso município. A escola da Lagoa do Nolasco, por exemplo, nós recebemos uma média de 135 em 2017 e hoje nós temos 315 alunos, ou seja uma escola que teve um desenvolvimento muito grande, em especial por conta da inserção do público da Educação de Jovens e Adultos (EJA). “

Quanto à construção da sede da Secretaria, objeto de questionamento do próprio vereador Guilherme na sessão da semana passada, Felipe Castro solicitou a presença do servidor da Secretaria de Obras, José Vieira dos Anjos (também ex-vereador da cidade) que trouxe esclarecimentos técnicos quanto ao processo de estruturação do espaço

                               .
Galerias contaram com boa presença de público – Sertão em Pauta

ESCOLAS QUE SERÃO REMORMADAS E VALORES RESPECTIVOS (em média):

Manoel Vieira e anexo: R$ 57 mil e R$ 60 mil para anexos

Egídio Gonçalves – R$ 60 mil

CEU – R$ 105 mil

Creche Santa Rita de Cássia (Lagoa do Nolasco): R$ 33 mil

Dantas Júnior (Caxias): R$ 116 mil

Deputado Cícero Dantas: não informado

João de Souza Gouveia: R$ 74 mil

João Noberto (Betânia): R$ 73 mil

Laurentino Ignez: R$ 67 mil

Madre Maria Lina: R$ 80 mil

Acioly Vieira: R$ 68 mil

Marinho Gomes (São João da Fortaleza): R$ 73 mil

Edileuza Carvalho (Betânia): R$ 67 mil

Otávio Nunes (Raso do Santo): R$ 60 mil

Felipe Nery (Juá): R$ 67 mil

Domingos Alexandrino (Tira Chapéu): R$ 59 mil

José Cândido (Serra Grande): R$ 77 mil

Redação de Sertão em Pauta.

Nenhum comentário