TESTE

Notícias de Última Hora

Rui Costa diz que novo decreto vai ampliar público em eventos para 3 mil e liberar 70% da ocupação em estádios.

                        

O governador da Bahia, Rui Costa, anunciou que deve assinar um decreto para exigir o atestado de vacinação de servidores estaduais ainda nesta semana. A data, no entanto, não foi detalhada. O anúncio foi feito nesta terça-feira (9), durante o Papo Correria, programa onde o gestor responde perguntas através das redes sociais.

"Hoje [terça-feira] tive reunião com a Procuradora do Estado. Amanhã [quarta-feira, 10] vou ter outra reunião, que eu quero assinar ainda essa semana o decreto exigindo a apresentação do atestado de vacinação para todos que trabalham no estado, sejam efetivos ou trabalhadores terceirizados. Para entrar no hospital ou em uma escola vai ter que apresentar o atestado médico", disse o governador.

O governador também detalhou outras flexibilizações que estarão presentes no decreto.

"Hoje estamos com 2 mil pessoas em eventos, nós vamos subir um pouco para 3 mil pessoas. Hoje estamos com 50% de limite no estádio, nós vamos subir para 70%".

"A 'cervejinha' no estádio, eu conversei com a Secretaria da Saúde, e a constatação é que a turma está tomando a cerveja do lado de fora do estádio e isso está provocando aglomeração na hora de entrar. Então também vamos fazer a liberação do consumo de bebida no estádio", explicou.

"Agora a exigência de vacinação com as duas doses vai continuar. Se você quer assistir o jogo presencialmente, tome a vacina".

Já em relação ao Réveillon e ao Carnaval 2022, o gestor disse que ainda não é possível definir se as festas irão ocorrer ou não.

"A medida mais responsável com a vida das pessoas, com a saúde das pessoas, é aguardar a repercussão do número de pessoas na UTI e do número de contaminados", afirmou.

"Se o número de contaminados cair, as chances de ter o carnaval aumentam e de tudo voltar a normalidade, mas se não cair, ao contrário disso, for subindo, será impossível ter carnaval".

Por:G1 Bahia.

Nenhum comentário