Weather (state,county)

Notícias de Última Hora

Secretaria de Saúde de Fátima-BA investe em desinfecção de espaços públicos com hipoclorito



Com o objetivo de prevenir a contaminação por Covid-19 na cidade de Fátima (BA), a Secretaria Municipal de Saúde passou a realizar nesta semana, a desinfecção de vias e espaços públicos com grande circulação de pessoas, com o uso de hipoclorito.

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), essa é uma das substâncias alternativas ao álcool gel 70% para a inativação de micro-organismos, além disso, é muito mais fácil de ser disseminada.

Na cidade, a iniciativa está sendo comandada pela titular da pasta da Saúde Glaziele Fontes e também está sendo aplicada na limpeza de veículos utilizados pela administração pública como viaturas policiais e ambulâncias.

Um vídeo gravado por um morador de Fátima, que viralizou recentemente, mostra, inclusive, Glaziele trabalhando no acompanhamento da desinfecção feita com a ajuda de um caminhão-pipa pelas ruas da cidade do Nordeste Baiano.

“Esse vídeo foi um cidadão que gravou sem eu ver, são ações feitas com o coração, me preocupo e acho que todos os nossos cuidados foi um dos motivos do município não ter nenhum caso. Eu vi espalhado em alguns grupos e até me emocionei”, conta Glaziele.

A gestora adiantou, que pretende realizar o mesmo procedimento nas próximas terças-feiras e que a desinfecção também terá como alvos unidades de saúde e casas lotéricas, onde a aglomeração nos últimos dias foi muito grande, em função do pagamento do auxílio-emergencial.

“Coloquei a ambulância na frente para sinalizar e as pessoas prestarem atenção, e saírem das ruas para que eu pudesse fazer a desinfecção com o hipoclorito. E deu certo, elas colaboraram”, explica Glaziele Fontes.

A secretária também afirmou que estão sendo compradas 50 unidades de testes rápidos, que ficarão armazenados no hospital do município e que uma sala de estabilização está sendo adquirida comprando, bem como equipamentos para a montagem de uma ambulância Semi-UTI. Apesar da aquisição dos testes, os exames do Laboratório Central de Saúde Pública, em Salvador, não são descartados, já que possuem uma eficácia maior.

Perguntada sobre como está sendo feito o monitoramento de pessoas com sintomas suspeitos de Covid-19, Glaziele Fontes disse que ao longo de 14 dias, uma equipe formada por profissionais de saúde se dirige à casa desses indivíduos para a averiguação de seu estado clínico e dar orientações sobre o isolamento.

“Esses pacientes chegam a nós através de denúncias da própria população, através do disk Covid (75 9867-2342 – WhatsApp), são pessoas que chegam de outros estados ou através das barreiras sanitárias. Temos um controle diário, já que a cidade está fechada” revela a secretária.

Fonte: Sertão em Pauta

Nenhum comentário